Da primeira viagem ao Rio de Janeiro, ninguém esquece – e nem da segunda, da terceira, da quarta, já passei por essa emoção milhares de vezes, e só penso em voltar.

Quando eu vou para a cidade carioca, fico hospedada na casa de amigos que moram em Botafogo, por isso, não sou a melhor pessoa para indicar um hotel.

Sempre que dou um pulo lá, procuro conhecer um lugar diferente para que eu possa criar meu próprio repertório.

Aqui vão algumas dicas:

Um dos meus maiores prazeres é tomar o café da manhã na Confeitaria Colombo, instalado no Forte de Copacabana, com vista para a praia e para o Pão de Açúcar. O lugar é um charme e ainda pode vir aqui para degustar um café da manhã completo, como sempre faço. No menu pães, frios, manteiga, geleia, café com leite (ou chocolate quente ou chá), biscoitinhos, bolo e cereais. O Forte de Copacabana abre somente às 10h.

20150212_101508

De lá, sugiro dar uma caminhada pela orla do Leme até o Leblon.

11310_10151275309893837_1151763858_n

Outro lugar que amo e um pouco longe dali, é o Parque das Ruínas tem uma das vistas mais bonitas do tradicional bairro de Santa Tereza e um Centro Cultural com programação tão rica quanto o seu litoral. Então vá: rua Murtinho Nobre, 169.

10380924_10152116706898837_2376950385018090520_n

Ali no mesmo bairro, você pode comer boa comida brasileira no Aprazível. Para servir, o menu é baseado em receitas de família, com um toque exótico, como a “Moquequinha do Rio”, peixe da estação cozido em molho de leite de coco natural, acompanhado de pirão de peixe, arroz branco e farofinha de dendê na farinha d’água.

_moqueca

O dia ideal terminaria com um boa rodada de samba, no Carioca da Gema, foi um dos primeiros bares que fui na Lapa – isso há dez anos atrás – onde tem boa comida e ambiente agradável. Merece uma visita: Av. Mem de Sá, 79 – Lapa.